GS&CONSULTArtigos Trazendo as ideias disruptivas à vida!

Trazendo as ideias disruptivas à vida!

A inovação foi democratizada com as plataformas digitais. Ainda que mantenha imensos desafios para gerar engajamento e provar relevância para o consumidor.

Mesmo que você seja conveniente, digital, moderninho, mas não economicamente viável, como superá-los?

Só que algumas ideias disruptivas sim, ganham vida. Os avanços digitais nos últimos anos permitiram que inúmeros novos negócios florescessem e assistimos a um verdadeiro banho de criatividade em diversos segmentos.

Pensadores não convencionais inventaram verdadeiros negócios no Brasil e mundo afora, com muitos bilhões de “valuations” em questão de poucos anos. Entre os nacionais, exemplos não faltam: PagSeguroNubank99 Táxi. Esses são nossos unicórnios[1] tupiniquins, além daqueles que ainda prometem chegar lá em breve, tais como: Mercado Livre e Rappi.

Aparte da transformação dos negócios e dos serviços empoderados pelos “mobiles apps” e internet, nunca mencionamos os diversos negócios que nascem com ideias e soluções brilhantes, mas que demoraram a converter ou até mesmo desaparecem. A falta de progresso rápido muitas vezes nos desafia a refletir sobre quais etapas foram pouco exploradas.

Afinal, algumas ideias são brilhantes à primeira vista, oportunas para o consumidor, mas mesmo assim não aceleram… Acreditamos que muitas destas ideias poderiam seguir a construção metodológica da jornada do consumidor (design thinking) e responder com clareza todos os pontos da mesma.

Porém, poucos líderes de negócio pensam a respeito deles na construção da jornada.

[1] O termo, que se refere ao animal mitológico, é atribuído às startups que superam o valor de mercado de US$ 1 bilhão

“A Customer Journey Map, Ultra-Simplified”

2º  desafio: Mesmo os que se atentam a construir a jornada em seus modelos de negócios têm como desafio seguinte assegurar que esses modelos sejam compatíveis com os perfis de consumidores idealizados para esse novo negócio.

3º  desafio: Consumidores antes de processos, tecnologia e pessoas. Sempre que pensamos nesses novos modelos de negócio, deveríamos entender os consumidores como prioridade, buscar conhecê-los em profundidade, antes de desdobrar como será estabelecido o negócio.

O consumidor é a nossa referência para tudo que aportamos no negócio, por mais inovador, disruptivo e atraente que seja.

Nota: GS&Consult, unidade de consultoria do grupo GS&, é expert em relações de consumo e varejo Omnicanal e suas integrações estratégicas. Para saber mais, entre em contato com o nosso time, teremos um enorme prazer em ajudar!

*Imagem reprodução

No Comments

Leave a reply