GS&CONSULTArtigos ‘’Quer pagar quanto?”

‘’Quer pagar quanto?”

Uma das notícias que chamou atenção do mercado na semana passada foi a “virada” do estilo na comunicação de uma das maiores varejistas do Brasil. A rede Casas Bahia, tradicional líder em investimentos de propaganda durante muito tempo, anunciou que deixará de utilizar a fórmula de comunicação focada em preços após décadas de sucesso. Mais um sinal claro de que a receita do passado não é tão eficiente no presente e certamente não será diferente no futuro.

Obviamente condições comerciais para o consumidor ainda são fatores relevantes na decisão de compra num mercado cada vez mais competitivo e num cenário de retração econômica, no qual estamos vivendo. Mas o fator “preço” deixando de ser protagonista principal para atuar como segundo plano na abordagem das empresas é um sinal de que estamos vivendo novos tempos no varejo e que, principalmente, o consumidor mudou.

O novo consumidor está conectado e com um toque no celular é capaz de comparar preços em milésimos de segundo. E, por isso, para engajar e fazer a diferença junto ao novo OMNICONSUMIDOR, somente o “Quer pagar quanto?” e o acesso ao crédito não serão suficientes para garantir sucesso em vendas.

O mais surpreendente dessa mudança de abordagem das Casas Bahia é que o novo posicionamento não é algo sutil. Isto é, a ação que marca esse novo ciclo traz inúmeros elementos para envolver esse novo consumidor. Visa garantir uma jornada de compra inovadora com experiências, conteúdos, serviços, design, interatividade e sortimento através da tecnologia.

A grande lição desse movimento é que, nos dias atuais, o varejista não pode ficar parado e na zona de conforto. Quem não buscar se reposicionar e transferir o discurso para entrega de conteúdo e de serviços certamente ficará para trás.

Outro fator que deve ser levado em conta é a importância de se ter uma estratégia OMNICHANNEL consistente, para se adotar um novo posicionamento que integra vários canais. Fica evidente que esse novo consumidor transita em diferentes meios e pode ser influenciado de diferentes formas e em diferentes momentos. Por isso, é fundamental sintonia e fluidez em todos os pontos de contato.

Resumo da ópera: Ser OMNI não se resume numa boa campanha publicitária e com insights criativos. Isso é só a ponta do iceberg!

*Imagem reprodução

No Comments

Leave a reply