O que deveria saber até aqui

O que deveria significar uma estratégia Omnicanal para o negócio.

Novo “economics”: baseado em mensuração dos resultados do valor para o cliente ao invés do valor do capital

“Lab thinking”: que a omnicanalidade tem no cerne da sua concepção a possibilidade de “testar & aprender”.

[Parte I na íntegra aqui]

Ecossistema:  Pensar largamente sobre iniciativas omnicanais que promovam soluções para os clientes.

Por meio da medição de todos os resultados e análise de dados: construir automação e processos que sejam relevantes para o consumidor, sem receio em errar, já que erros também ensinam.

[Parte II na íntegra aqui]

Neste último artigo da série abordaremos pessoas e negócios na Omniera

Negócio ommi é eficiente

A necessidade de eficiência operacional é cada vez maior, independentemente do tipo de negócio.

Negócios valorizados pelo mercado e seus consumidores hoje adotam Ominicanal, ou seja, a integração entre canais, produtos e serviços, tudo isso com os mesmos preços, mesmo posicionamento, mesma proposta de valor, sem atrito, coerente, fluido e convenientemente a qualquer hora.

Ou seja, entregam eficiência.

Desnecessário dizer quantas e profundas mudanças que as empresas devem vivenciar para se transformarem digitalmente e integrar seu negócio. Elas são implicações que impactam a cultura organizacional.

Novos tempos demandam novas habilidades e atitudes das pessoas, e criar um ambiente favorável, positivamente impactando a cultura organizacional, é também missão do negócio.

Quanto maiores as estruturas organizacionais, maiores são as restrições à criatividade, pois muitas funcionam no modo ‘comando e controle’, tornando-os suas prioridades, e, com isso, intensifica-se a burocracia e a hierarquia que são, na verdade, a antítese de um ambiente Omnicanal.

Pessoas Omini

Uma cultura Omini deveria saber valorizar a liberdade e autonomia aprendendo assim a ser ágil, adaptável e inovadora. Engaiolamos nossos profissionais, temos uma série de processos obsoletos e desejamos ser Omnicanal?

O profissional Omni deve encarar o fato de que trabalhar com diferentes gerações, ao mesmo tempo, enriquece o resultado, assim como diferentes backgrounds.

Outra habilidade requisitada na Omniera é trabalhar em grupo, cooperar na interação com uma equipe multidisciplinar. Esse trabalho deve ser organizado em células onde os processos sejam lineares.

Não podemos, tão pouco, esquecer do empreendedorismo nessa nova era, como muitas iniciativas saem conjuntamente com parceiros, inclusive startups. Os profissionais Omni devem sempre enxergar oportunidades no cotidiano e nas relações horizontais e verticais dentro e fora das organizações.

Recém-publicada pesquisa comprovou que colaboradores que se sentem seguros e motivados a compartilharem seus pensamentos e emoções geram ambientes que transpiram inovação, transversal e verticalmente.

E, no final, a árdua missão de recrutar, selecionar e desenvolver esse novo profissional Omni, capaz de ter habilidades flexíveis nas atitudes, constância no aprendizado e sinergia entre diferentes competências, está nas mãos de todos os gestores, não somente de uma área específica.

Empresas que inovam buscam colocar em pauta a criatividade, o engajamento, a cultura e colocam as pessoas, sejam profissionais ou clientes, em primeiro lugar.  Estas já iniciaram a transformação Omnicanal e estão liderando o mercado onde atuam.

 

 

Nota:

A GS&Consult, unidade de consultoria do grupo GS&, é expert em varejo, estratégias digitais e omnicanalidade. Para saber mais, entre em contato com o nosso time, teremos um enorme prazer em ajudar!